Nossa história...

A Casa Mães para Sempre é uma organização sem fins lucrativos idealizada por mim, Ligia Aquino, mãe do Gael e de um anjinho chamado Laura.

O projeto surgiu em uma noite, logo após eu ter retornado de um retiro de silêncio. Naquele momento, tudo o que passamos veio em minha mente: ao mesmo tempo em que revivi toda a dor e o sofrimento da morte da nossa filha, eu tive certeza de que poderia ajudar outras mulheres que passaram pela mesma situação a seguir adiante, respeitando o luto e vivendo tudo o que deve ser vivido.

 

Quando a nossa filha Laura se foi me senti muito sozinha, mesmo com todo o amor e apoio de familiares e amigos. Desde a experiência no hospital, que foi traumática, onde nos colocaram em uma ala junto com as mães ganhando bebês, felizes, festejando, até o pós parto em que eu procurei ajuda, grupos de apoio, órgãos do governo que cuidassem de mães passando pelo luto gestacional e perinatal e não encontrei muitas referências.

A dor e o luto ninguém pode tirar de uma mãe que perdeu seu filho, mas a troca de experiências e o amor de outras mulheres que sofreram o mesmo podem confortar e, acima de tudo, ajudar neste caminho.

Após alguns meses da morte da Laura procurei ajuda em um psiquiatra, fiz psicoterapia, voltei a fazer yoga e meditação, busquei todo o apoio possível para vencer a depressão e me ajudar no processo de elaboração do meu luto. Diferente do que muitas pessoas falam não existe cura para a morte/perda de um filho. É uma ferida que nunca cicatriza, que sempre estará conosco. Por muito tempo eu mascarei a minha dor tomando anti-depressivos e remédios para dormir. Era um pesadelo continuar viva sem a nossa filha ali conosco. A única coisa que eu pensava era em ir embora, me encontrar com ela.

Me sinto privilegiada pois tive condições, principalmente financeiras, para conseguir superar a depressão e elaborar o meu o luto. Fiquei pensando nas mães que não tem essas condições, nas mães que perdem seus filhos na rede pública, nas mães de comunidades carentes.

Foi pensando principalmente nessas mães, pais e familiares enlutados, que criei o projeto Casa Mães para Sempre.

Acredito que todas as mães, pais  e famílias enlutadas tem direito a um tratamento adequado, apoio e ajuda neste momento. Conte conosco!

Grande beijo,

Ligia Aquino.

Ligia Aquino, fundadora da Casa Mães para Sempre, e seu segundo filho Gael.

Nossa missão...

Nossa missão é ajudar outras mulheres, pais e famílias enlutadas que passaram pela perda gestacional ou neonatal, em primeiro lugar acolhendo-as, dando apoio e assistência, principalmente psicológica.

O trabalho consiste em apoiar o processo de elaboração do luto através de várias diversas ferramentas, dentre elas a psicoterapia, o yoga, a meditação, o reiki, as rodas de apoio, conversa e partilha de experiências, o acolhimento por doulas, entre outras atividades oferecidas às famílias enlutadas.

O processo do luto deve ser vivido em todas as suas etapas (raiva, dor, depressão, tristeza, indignação, apatia, etc), não é um processo linear, e o  apoio emocional é uma ferramenta muito importante neste processo. Além disso, o amor e a empatia de outras mulheres que passaram pela mesma experiência podem ajudar muito.

O sofrimento e a dor são inevitáveis mas podemos abrir espaço para a saudade, as lembranças, sentimentos bons e novas experiências!

Você não está sozinha(o)!

A Casa Mães para Sempre é um centro de apoio aos pais e mães enlutados.

Entre em contato:

(11) 99965-2817

  • Wix Facebook page
  • Instagram